mct mpeg
Get Adobe Flash player

    Missão e Objetivos

    Missão

    Gerar informações e abordagens inéditas sobre a questão científica de como intensificar as oportunidades de conservação ambiental na região mais antropizada da Amazônia Brasileira, visando subsidiar os atores responsáveis pela gestão regional com dados técnico-cientítificos de excelência na escolha de alternativas para problemas sócio-ambientais no presente e no entendimento de possíveis cenários futuros.

     

    Objetivos Gerais

    Desenvolver um centro de excelência para o estudo da biodiversidade e da paisagem amazônica, com vista a incrementar o entendimento sobre cenários futuros para a biodiversidade e as conseqüências ambientais e sociais de diferentes usos da terra, fornecendo as bases científicas para práticas econômicas sustentáveis, educação para sustentabilidade e subsídio a políticas públicas para a região do Arco do Desmatamento, além de formar novos pesquisadores e divulgar o conhecimento científico sobre as temáticas pesquisadas no âmbito do centro.

     

    Objetivos Específicos

    Avaliar a suscetibilidade de espécies de especial interesse para a conservação (ameaçadas de extinção e endêmicas), diante do quadro de mudanças climáticas previstas pelo IPCC;
    • Estudar e quantificar os padrões de transformação da paisagem criados pela conversão de florestas na Amazônia;
    • Medir a perda de biodiversidade associada a diferentes usos da terra;
    • Avaliar as respostas da biodiversidade e dos ecossistemas a queimadas e incêndios florestais;
    • Desenvolver cenários sobre flora e fauna futuras da Amazônia;
    • Desenvolver estratégias produtivas que minimizem os impactos negativos das mudanças de uso da terra;
    • Desenvolver e testar modelos de restauração florestal para áreas de preservação permanente e reserva legal;
    • Gerar informações sobre custo e oportunidades de conservação ambiental e desenvolvimento;
    • Fortalecer a abordagem interdisciplinar nos grupos de pesquisas e nos cursos de Pós-graduação;
    • Dar visibilidade pública às alternativas de sustentabilidade;
    • Aprimorar a formação de recursos humanos nas Universidades e Institutos de pesquisa, com cursos de formação e disseminação técnico-científica em temáticas especializadas;
    • Aperfeiçoar metodologias e práticas de ensino sobre biodiversidade no sistema escolar;
    • Implantar Laboratório de práticas sustentáveis na região do arco do desmatamento;
    • Colaborar com os programas de políticas públicas para a Amazônia, com ênfase no estado do Pará.

     

     

    Organograma